Reportagem da Rádio Marconi FM 101,9 e do site jqnotícias no bairro Nova Açailândia à margem da erosão que está ‘engolindo’ casas e causando enormes prejuízos. Foto: Renan Borges

Duas famílias já perderam suas casas que foram construídas com muito sacrifício, com muito suor e com dinheiro conseguido ao longo de muito trabalho e economia. A erosão começou há pouco mais de três anos e já afeta dezenas de famílias na antiga ‘Rua da Horta’, conhecida assim porque na área existiam muitas hortas, antes da região se transformar num loteamento e cujos terrenos foram vendidos aos novos moradores.

O que ninguém sabia era que a ‘Rua da Horta’, que na verdade é a Avenida Radial Norte, seria literalmente tragada pela erosão e que o prejuízo seria iminente. Um embróglio entre Prefeitura e a Imobiliária está na justiça e, enquanto a situação não é decidida a erosão vai aumentando e os moradores sem saber a quem realmente recorrer.

Esta senhora quase fica viúva. Seu esposo estava deitado na cama quando o solo desabou com a erosão. “Foi um grande milagre de Deus. Meu marido ficou pendurado porque o piso da casa cedeu e a cama caiu no buraco”, disse a moradora que perdeu sua casa. Foto: Renan Borges

O Ministério Público, a Prefeitura e a Imobiliária têm em suas mãos um grande problema que terá que ser resolvido porque duas famílias estão morando de aluguel, sem condições de arcar com estas despesas que não estavam em seus orçamentos, principalmente porque pagaram caro pelos lotes e mais caro ainda com o material da construção. Uma das famílias foi colocada no ‘aluguel social’, mas confirmou à esta reportagem que até esta semana ainda não havia recebido nenhum centavo.

Outra família confirmou que lhe indicaram uma casa no Residencial Aulídia mas que tinha que pagar quase Trezentos Reais e não há condição financeira pra isso.

Outra situação são as chuvas que chegaram muito forte e podem aumentar a erosão atingindo muitas outras residências. Um estudo foi feito pela Defesa Civil e foi entregue à municipalidade, cuja cópia também chegou à vereadores que fizeram encaminhamento ao Ministério Público.

Na próxima semana a reportagem deste site estará em audiência com o MP para tomar conhecimento da situação e publicar na íntegra as decisões tomadas até agora.

Reportagem: Jorge Quadros
Foto: Renan Borges

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome