O soldado da Polícia Militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos, foi indiciado pela morte do cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, assassinado a tiros na semana passada na zona Leste de Teresina.

Foto/Reprodução

O soldado já foi ouvido e deu sua versão sobre o caso. Ele foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e porte ilegal de arma de fogo.

Segundo Francisco Costa, o Baretta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) o inquérito policial foi concluído ainda quinta-feira (07). A investigação corre sob sigilo.

“O inquérito policial será concluído hoje e vamos encaminhá-lo amanhã para a Justiça. Uma cópia completa do inquérito policial foi requerida pelo corregedor geral do sistema de Segurança Pública do estado do Maranhão e vamos encaminhar também”, disse Baretta.

Foto/Reprodução

A morte do cabo da PM-PI gerou bastante repercussão. Samuel estava indo deixar o filho na escola quando teve início uma discussão. O garoto estava na garupa. Em vídeos que circularam nas redes sociais é possível ouvir a voz de uma criança informando que perdeu o pai.

No fim de semana, o juiz decretou a prisão preventiva do militar do Maranhão.

Fonte: ma10.com.br

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome