O delegado Kairo Clay Silva Mesquita, da Delegacia Regional de Grajaú, vai investigar o caso.

Eraldo chegou a ser socorrido, mas não resistiu. (Foto: Reprodução)

Um vigilante da agência da Caixa Econômica Federal em Grajaú (município a 600 km de São Luís) matou um colega de trabalho e em seguida cometeu suicídio, no começo da noite de ontem (18).

Os vigilantes, identificados como João Paulo Viana da Silva (que atirou), morador do bairro Vilinha, em Grajaú, e Eraldo (vítima, conhecido como “Bigobal”) chegaram a ser levados com vida ao Hospital Geral de Grajaú (HGG), mas não resistiram.

As primeiras informações da Polícia Civil de Grajaú dão conta de que João Paulo passava por uma crise depressiva, e a tragédia ocorreu durante um surto.

Dezenas de pessoas se aglomeraram na agência da Caixa (localizada na Vila Tucum) logo após a ocorrência trágica.

O delegado Kairo Clay Silva Mesquita, da Delegacia Regional de Grajaú, vai investigar o caso.

Fonte: jornalpequeno.com.br

Faça um comentário

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome