22.7 C
Açailândia,MA
quinta-feira, dezembro 14, 2017
Início Polícia Polícia (Pará) – Delegados Pedro Rocha e Cristiano Marcelo falam sobre assassinato...

Polícia (Pará) – Delegados Pedro Rocha e Cristiano Marcelo falam sobre assassinato de ‘Dona Augusta’ e o polêmico vídeo do ‘Cabo Maurício’

Em entrevista coletiva convocada pela Polícia Civil, o Delegado Pedro Rocha – que presidiu o inquérito e o Superintendente Regional, Delegado Cristiano Marcelo falaram a imprensa de Paragominas para transmitir os detalhes da investigação que levou a prisão de três dos envolvidos no assassinato de ‘Dona Augusta’ e sobre o polêmico vídeo gravado pelo ‘Cabo Maurício’.

De acordo com o Delegado Pedro Rocha as investigações tiveram início logo após o atentado que findou como homicídio.

O serviço de inteligência da Polícia Civil foi de essencial importância para a elucidação do crime.

A falha dos criminosos em executar a vítima teria feito com que os mesmos não recebessem a quantia de quarenta mil reais que havia sido combinada com o contratante e teria feito com que os dois ficassem com medo de serem mortos por ele como queima de arquivo.

Os executores Gleisson Santos e Thiago Rocha foram capturados em uma ação conjunta dos policiais da 13ª Seccional de Paragominas com os policiais táticos da divisão de roubo a bancos do Estado de Goiás.

O contratante ‘Cabo Mauricio’ foi preso em sua residência em Paragominas, mas o homem apontado como mandante do crime, Charles Sarmento, conseguiu fugir e está foragido da justiça.

O Superintendente da 7ª Região Integrada de Segurança Pública e Defesa Social (RISP), Dr. Cristiano Marcelo, informou que há uma possibilidade de que o foragido seja preso em pouco tempo.

O vídeo

Perguntados a respeito do vídeo que circula nas redes sociais em que o homem preso pelo agenciamento dos executores do crime insinua que políticos renomados da região teriam algum tipo de envolvimento no crime, Dr. Pedro Rocha respondeu:

“O fato é que as investigações demostraram de forma cabal que não há cunho politico nesse crime. Na minha perspectiva eu vejo aquela atitude mais como a atitude de alguém desesperado porque praticou um crime macabro, cujas provas colhidas não deixam dúvidas”.

“Ele (‘Cabo Maurício’) quis dar aquele recado. Um recado que, como o Delegado Pedro falou, eu (que também estava nas investigações) e o Delegado Gabriel tiramos como um ato de desespero… O Ministério Público já nos procurou e agora, de comum acordo, estaremos indo ao CRECAN para colhermos esse depoimento, levantar essas situações que foram até apontadas pelo Deputado Sidney Rosa na ALEPA. Essas situações vão ser verificadas, uma vez que eles (políticos citados no vídeo) também têm interesse. Pra nós (Polícia Civil) nós temos como mandante agenciador que é o ‘Cabo Maurício’ e o mandante que é o Charles como os responsáveis. O motivo foi ganancia, uma disputa pela área do lixão. Não há nenhuma situação política apontada nos autos”.

O CRECAN é o Centro de Recuperação Especial Coronel Anastácio das Neves onde o ‘Cabo Maurício’ está preso.

Fonte: www.jorgequadros.com.br – Por Célia Santos

Faça um comentário

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome