Por Afonso Diniz, São Luís, MA

Sampaio tem cinco partidas para tentar permanência na Série B — Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

Sampaio tem cinco partidas para tentar permanência na Série B — Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

Após duas derrotas consecutivas e a volta para zona de rebaixamento desde a rodada passada, o Sampaio Corrêa começa a fazer contas e projeta o seu caminho nos últimos cinco capítulos da competição. O Tricolor precisa em média de mais quatro vitórias para não correr riscos e das últimas cinco partidas faz três em casa.

O próximo compromisso é nesta sexta-feira, diante do CSA, no Castelão. Os alagoanos estão brigando para conseguir o acesso à Série A e neste momento ocupam a terceira colocação com 54 pontos.

Na sequência da caminhada, um novo adversário que neste momento está no G-4 e desta vez fora de casa. Depois de jogar na sexta (2), o Tricolor já atua na segunda (5) diante do Goiás, em pleno Serra Dourada.

Na antepenúltima rodada da competição, no dia 10 de novembro, a Bolívia Querida volta a jogar em casa. Desta vez pega um adversário que ainda é considerado direto na luta pela permanência. O São Bento tem situação mais confortável, mas contra ele ainda pesa uma denúncia de possível perda de pontos por conta de suposta escalação irregular.

Marcinho Guerreiro tem que vencer, em média, quatro jogos de cinco — Foto: Elias Auê/Sampaio

Marcinho Guerreiro tem que vencer, em média, quatro jogos de cinco — Foto: Elias Auê/Sampaio

Neste momento tão importante da competição o Sampaio chega a fazer duas partidas seguidas em casa, pois após o duelo contra o São Bento, o Tricolor volta a jogar no Castelão, quando recebe o Boa Esporte, dia 17 de novembro. O adversário é direto na zona de rebaixamento e neste momento é lanterna da competição.

Fechando a participação na Série B 2018, o Sampaio joga como visitante. No dia 24 de novembro, o adversário será o Criciúma, que tem 41 pontos e neste momento seria um adversário direito, mas o mais provável é que até lá já tenha se livrado da degola.

A média de livramento do Z-4 é de aproximadamente é de 45 pontos, que tem como tendência ser levemente diminuída em 2018 pela campanha das equipes que ocupam a parte de baixo da tabela. Com 32 pontos, estima-se que o Tricolor precisaria vencer quatro jogos e somar assim 44 pontos para não correr risco. Existe ainda a possibilidade de vencer três e empatar um dos cinco jogos pela frente. Mas, neste cenário, a ideia seria se livrar com apenas 42 pontos, que teoricamente é ariscado.

Fonte: globoesporte.globo.com

Faça um comentário

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome