Por G1 MA — São Luís

Seis pessoas são assassinadas em 24h em Imperatriz
Seis pessoas são assassinadas em 24h em Imperatriz. Foto Reprodução: TV Mirante

A cidade de Imperatriz, a 486 km de São Luís, registrou ao menos seis assassinatos entre esta quinta-feira (3) e sexta-feira (4). A maioria dos casos aconteceu durante a madrugada.

No bairro Bacuri ocorreu um duplo homicídio. As vítimas foram identificadas como Romildo Ribeiro Marinho e João Matias de Sousa Filho, que foram mortos a tiros em uma calçada no cruzamento entre as Ruas José Bonifácio e Coronel Manoel Bandeira. Os moradores da área contam que os dois eram alcoólatras, mas não eram violentos e nem aparentavam ter envolvimento com crimes.

Poucos minutos depois, outro homicídio foi registrado no bairro Parque do Buriti. Testemunhas contaram à polícia que duas pessoas em uma moto dispararam tiros contra Francivaldo Silva Coelho, de 32 anos. Há informações de que Francivaldo era usuário de drogas. O crime aconteceu na Rua Pentágono, na esquina com a Rua Dois de Julho.

Segundo testemunhas, duas pessoas em uma moto mataram a tiros Francivaldo Silva Coelho, de 32 anos, no bairro Parque do Buriti, em Imperatriz.   — Foto: Reprodução/TV Mirante
Segundo testemunhas, duas pessoas em uma moto mataram a tiros Francivaldo Silva Coelho, de 32 anos, no bairro Parque do Buriti, em Imperatriz. — Foto: Reprodução/TV Mirante

Por volta das 23h, outra morte ocorreu no bairro Alto Bonito. A vítima foi o jovem Wanderson Lima Gomes, de 20 anos, que foi atingido por vários tiros. Ele foi internado e passou por cirurgia no hospital Socorrão, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu pela manhã.

Wanderson Lima Gomes, de 20 anos, foi morto no bairro Alto Bonito durante a noite desta quinta-feira (3), em Imperatriz — Foto: Reprodução/TV Mirante
Wanderson Lima Gomes, de 20 anos, foi morto no bairro Alto Bonito durante a noite desta quinta-feira (3), em Imperatriz — Foto: Reprodução/TV Mirante

Durante a madrugada, na Rua Sergipe, uma mulher foi morta a ‘chuchadas’. A vítima foi identificada como Maria Quesia, que seria usuária de drogas e moradora de rua. Por fim, o bombeiro Lucas Pontes foi atingido com um tiro no braço durante um assalto na Praça União, mas não corre risco de morte. Os criminosos levaram a moto do bombeiro, que foi recuperada pela Polícia Militar por volta da meia-noite.

Possíveis motivações

Segundo o delegado de Imperatriz, Eduardo Galvão, parte dos assassinatos pode ter relação com a morte do policial militar Joselito Marinho, que foi vítima de latrocínio na tarde desta quinta (3) no bairro Maranhão Novo.

“A gente não descarta estarem relacionadas, mas também não é a primeira linha de investigação. Nós vamos apurar fato por fato, algumas já estão descartadas qualquer relação. Agora as mortes decorrentes de arma de fogo a gente estuda se há alguma relação com esse assassinato”

Identificado como 'sargento Marinho', policial foi morto a tiros no bairro Maranhão Novo, em Imperatriz — Foto: Arquivo Pessoal
Identificado como ‘sargento Marinho’, policial foi morto a tiros no bairro Maranhão Novo, em Imperatriz — Foto: Arquivo Pessoal

Joselito Marinho era policial reformado e tinha sacado R$ 30 mil. Ele foi perseguido por dois homens em uma moto e depois assassinado após luta corporal com os criminosos. Um dos suspeitos do crime é Zandonai Barbosa Oliveira, que está foragido.

“É um indivíduo conhecido da polícia, quadrilheiro, assaltante de banco e morador de Imperatriz. Ele era a pessoa em poder da moto. Busca-se agora identificar o segundo. Se trabalha também com a participação de outros indivíduos”, disse o delegado Eduardo Galvão.

Zandonai Barbosa Oliveira está foragido e é suspeito de ter participado do assassinato do PM Joselito Marinho, em Imperatriz — Foto: Reprodução/TV Mirante
Zandonai Barbosa Oliveira está foragido e é suspeito de ter participado do assassinato do PM Joselito Marinho, em Imperatriz — Foto: Reprodução/TV Mirante

Faça um comentário

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome