Segundo a família, Reginalva Barbosa estava solteira e conheceu Júlio César numa rede social. Ao ir à um passeio com ele, simplesmente desapareceu sem deixar pistas

Reginalva Barbosa e, ao lado, Júlio César. Imagem enviada via WhatsApp

Um caso estranho e cheio de mistérios está sendo investigado pela polícia e familiares de Reginalva Barbosa, moradora do distrito de Novo Bacabal, em Açailândia.

Familiares denunciam que Reginalva Barbosa conheceu um homem em setembro, pelas redes sociais que se apresentou com o nome de Júlio César. Depois das apresentações iniciais o homem disse que morava na região de Balsas e deu dois endereços onde supostamente seria encontrado. Como o ‘namoro’ começou a dar certo, Reginalva, que estava feliz com o relacionamento, o recebeu em sua residência e o apresentou seus familiares.

Júlio César, que ganhou a confiança de todos, veio à Açailândia no dia 3 deste mês e a levou para uma fazenda na região do município de Balsas, inclusive, o que levantou suspeitas, na motocicleta de Reginalva Barbosa, uma Moto Honda Broz de cor preta.

Júlio César e Reginalva Barbosa, em foto recente. Imagem enviada via WhatsApp

O problema é que, desde este dia, os familiares tentam contato com Reginalva e as chamadas vão apenas para a caixa postal. Ela nunca mais entrou em contato com os familiares, coisa que jamais fez em toda a sua vida.

Uma pessoa da família da mulher foi até Balsas e, com a ajuda da Polícia descobriu que os endereços assinalados pelo Júlio César eram falsos e que a residência que ele afirmou que morava é, na verdade, um condomínio de luxo.

Todos estão apreensivos com a situação, temendo pelo pior, já que as mentiras de Júlio César estão sendo desmascaradas. O caso se tornou público e a família espera que as informações sejam ‘viralizadas’ na internet para que consigam encontrar Reginalva Barbosa, que é funcionária de uma empresa de revenda de motos e é bastante conhecida em Açailândia.

Os números para quaisquer informações sobre o paradeiro de Reginalva Barbosa são:

(99) 99145-6250 ou (99) 99211-7838

Faça um comentário

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor, deixar cometário.
por favor, digite o seu nome